Antes e depois: Do escuro e decadente para um espaço amplo e cheio de luz!




A EO Arquitetura’s apresenta a reforma de um apartamento localizado em um bairro de Barcelona cada vez mais revitalizado. Combinando elementos tradicionais restaurados e novos materiais, o objetivo do projeto foi abrir o espaço e deixar a luz entrar.

Segundo os arquitetos, originalmente o apartamento apresentava uma imagem decadente e escura, devido à excessiva subdivisão de quartos. “O pátio era muito estreito e mal recebia luz. Exceto pelos dois quartos próximos à fachada principal, o apartamento era pouco iluminado pela luz natural”, explica.

O principal objetivo foi conseguir o máximo de iluminação aproveitando da luz natural no apartamento. A distribuição dos cômodos foi simplificada para obter espaços grandes e abertos que multiplicassem a luz. “O resultado é uma sucessão linear de três grandes espaços de proporções diferentes, associados à estrutura das paredes. Cada espaço tem um uso específico com sua própria identidade (sala de estar/cozinha/sala de jantar/quarto) e as aberturas entre eles permitem maior liberdade de relacionamento”, destaca o arquiteto.

As únicas divisórias que não foram demolidas são as do corredor, que geram os espaços de serviço para o apartamento anexado ao pátio. Eles estão localizados entre os espaços do dia e da noite, a fim de dar mais privacidade. As estruturas do edifício, por sua vez, são paredes de carga paralelas à fachada com poucas aberturas que escureceram o resto do apartamento. “Percebemos uma grande abertura em um dos muros intermediários aproveitando as duas portas existentes, a fim de melhorar o fluxo luminoso e espacial”, comenta.

As antigas carpintarias, molduras de teto e elementos tradicionais foram restaurados. Já os novos materiais, como os feixes metálicos utilizados para as aberturas das paredes, estão expostos para enfatizar a distribuição anterior. Tanto os materiais restaurados quanto os novos foram pintados de branco, o que melhorou a luz natural e deu ao apartamento uma atmosfera homogênea e atemporal.

O piso de madeira de carvalho natural confere textura e calor, agindo como um tapete contínuo que unifica os espaços e pontua a construção do mobiliário.

Dados do projeto: Arquiteto: Adrian Elizalde | Colaborador: Clara Ocana | Cliente: Alan | Localização: Comte Borrell, Barcelona | Projeto: março 2015-outubro 2015 | Superfície: 65 m2 | Construtor: Forneas Guida.


Gostou desse artigo, vote:

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Sem votos)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *